Icono de teléfono Atenção ao cliente (+34) 924 286 962
Quirón Salud
Sanidad Excelente Privada
Donación Óvuloslupa
Donación Óvuloslupa
Donación Óvuloslupa
Donación Óvuloslupa
Donación Óvuloslupa
Donación Óvuloslupa
Donación Óvuloslupa
Donación Óvuloslupa

DOAÇÃO DE OVÓCITOS


Esta técnica de reprodução assistida consiste básicamente em que mulheres anónimas e que cumpram uma série de requisitos comprovados (idade, sejam saudavéis, etc.) cedam ovócitos para que pacientes que sejam incapazes de ter filhos de outra forma possam ser mães. As principais causas que conduzem á doação de ovócitos são as seguintes:
. Falho ovárico: impossibilidade da mulher em produzir ovulos
. Má resposta ovárica aos tratamentos de Reprodução Assistida
Se depois dos tratamentos de reprodução assistida, seja para ciclos de inseminação artificial ou para ciclos de FIV se produz uma resposta ovárica escassa é recomendavél a inclusão da paciente num ciclo de doação de ovócitos.

. Fallos repetidos de FIV
Nos casos em que se tenha produzido uma resposta ovárica com produção de mais de três ovócitos maduros mas em que não se consiga a gravidez apesar de um número suficiente de ciclos de FIV (geralmente 3 ou 4) recomenda-se optar pela doação de ovócitos.

. Idade avançada

Apesar de ter resposta ovárica e conseguir embriões aptos para a transferência, está escrito que mulheres com idade superior a 45 anos não conseguem engravidar através da FIV.

. Defeitos genéticos
Neste grupo incluem-se os casos em que por um estudo genético ou qualquer outro motivo se identifiquem alterações genéticas graves na mulher e que estas sejam susceptíveis de serem transmitidas aos descendentes.

. Pacientes de risco
A possibilidade de alterar o correcto desenvolvimento da formação e maduração do ovócito por agentes externos deve ser tomada em conta e considerada um motivo para a doação de ovócitos.

. Motivos sociais ou de outra índole
Considerar-se-iam situações especiais mulheres com problemas fisícos ou estéticos importantes ou outras circunstâncias difíceis de estabelecer  mas que suponham uma situação benéfica para a mulher ou para o casal.

DOADORES DE OVÓCITOS
As dadoras de ovócitos devem ser segundo a legislação espanhola mulheres maiores de idade e menores de 35 anos com um estado de saúde fisíca e mental adequados, não devem ter antecedentes genéticos de risco e devem ser examinadas e avaliadas no que diz respeito a doenças infecciosas. Além destes requisitos, as dadoras de ovócitos devem realizar um exame ginecológico geral e um estudo hormonal completo para realizarem um posterior tratamento de estimulação folícular adequado e sem riscos.
As dadoras seguem protocolos de estimulação folícular e processos de recolha de ovócitos segundo os métodos correspondentes a uma FIV convencional. Deve-se ter em conta que as dadoras geralmente  respondem bem e existe risco de que se produza síndrome de HSO pelo que se devem tomar medidas adequadase e a informação á dadora deve ser completa.