Icono de teléfono Atenção ao cliente (+34) 924 286 962
Quirón Salud
Sanidad Excelente Privada
Genética y DGPlupa

O Diagnóstico Genético Pré- implantacional ( DGP) é um tratamento que detecta anomalias cromossomicas no embrião antes da sua implantação no útero, tem a finalidade de detectar anomalias genéticas no embrião.

A vantagem desta técnica é que não ocorre a gravidez e, portanto, não há a necessidade de realizar um aborto como no caso do diagnóstico pré- natal.

Realiza-se num ciclo de ICSI (injecção Intracitoplasmática de Esperma)para seleccionar aqueles embriões que sejam genéticamente correctos.

É uma técnica que se aplica antes de ser realizada a transferência de embriões para o útero materno no processo da ICSI.

 

PROCEDIMENTO DO DGP

Para realizar o diagnóstico genético pré-implantacional dever-se-á utilizar uma célula de cada embrião obtido num ciclo de ICSI.

Três dias depois da perfuração ovárica e da fecundação do óvulo por um espermatozóide, quer dizer, quando o embrião tenha entre 6 a 8 células, procede-se ao DGP.

Em primeiro lugar faz-se um orifício na zona pelúcida (membrana externa) do embrião e aspira-se uma blastómera ou célula.

Posteriormente efectua-se uma análise cromossómica da célula no laboratório de genética. 

 

O DGP é uma técnica complexa executada por biólogos especialistas.

Nesta etapa inicial do desenvolvimento do embrião as suas células são células mãe totipotentes, quer dizer, podem diferenciar-se  em qualquer tipo de célula do corpo humano até formar um organismo completo.

Por isso, o acto de biopsiar uma célula do embrião nãoocasionará nenhum problema no desenvolvimento  e formar-se-á um ser humano completo.